Saúde

Plano de Negócios para clínica e consultórios é essencial para o sucesso

Saiba as primeiras dicas para aplicar no negócio e se destacar no mercado competitivo

Empreender! Essa palavra tão comum aos nossos ouvidos nos dias de hoje ainda assusta muitos profissionais da área da saúde. Após anos de faculdade, residência (no caso dos médicos), especializações e experiências, estes já estão aptos e decidem então dar o próximo passo: montar sua própria clínica ou consultório. Porém, muitos não imaginam os desafios específicos que surgem como consequência deste ‘novo caminho’. Como lidar com a gestão financeira? Formatar valores a serem cobrados por consultas e procedimentos? Quais ações atrairão o público alvo para o consultório? Informatização, treinamento de secretárias... Ufa! É tanta coisa que não sabem nem por onde começar, certo? Então a dica é: tenha um ‘Plano de Negócios’!

Muitas empresas deram certo sem um plano de negócios inicial, sem muitos detalhes operacionais, mas a chance deste negócio perdurar, se destacar e ser bem-sucedido quando comparado aos concorrentes é muito maior se existir um Plano de Negócios. E hoje em dia, na área da saúde, isso não é diferente. Não sabe como aplicar isso na sua clínica? Então confira as primeiras dicas:

- Tenha uma estratégia: ter um ‘Plano de Negócio’ nada mais é do que ter uma estratégia, desde a viabilidade até a parte operacional. Especifique o seguinte: de onde virão os recursos financeiros? Como irá atrair os pacientes, e mantê-los? Qual a visão e missão da sua clínica? Detalhe ao máximo que puder o seu negócio (uma clínica é um negócio) e procure uma consultoria ou profissional capacitado para lhe ajudar.

- Plano de Negócio para clínica e consultórios: Inicie com o sumário executivo, no qual deve constar: áreas de atuação do consultório, formas específicas de pagamento de tributos. Em seguida, faça uma análise detalhada do mercado: concorrentes, fornecedores, pacientes e mapeamento geográfico para saber se o local escolhido é bem aceito pelo público alvo.

- Invista em Marketing e Estrutura: Uma clínica funciona bem quando tem uma boa rotatividade de pacientes, oferecendo serviços eficientes e confiáveis à comunidade. Para garantir que seu consultório sempre tenha pessoas querendo marcar consultas, você precisa ser visto e recomendado. Encare seu consultório como uma empresa, com uma marca e nome a serem zelados. Por isso, invista em soluções de marketing e marque sua posição no mercado com páginas na internet que se comuniquem diretamente com sua base de pacientes. A estrutura física também é imprescindível, pois os procedimentos que serão realizados no consultório devem ser definidos, assim como a busca por profissionais adicionais, se for o caso,e de outros funcionários de suporte, como secretária e auxiliar de serviços de limpeza.

- Tenha um plano para as finanças: Elas devem ser uma preocupação, então programe-a: qual será o capital de giro, os gastos pré-operacionais, expectativa de faturamento e de custos de procedimentos médicos. Tudo deve estar registrado lá. A lucratividade é algo que não deve ser esquecida, pois disso dependerá a longevidade dos serviços oferecidos. Um erro muito comum: deixar secretárias responsáveis pela gestão! Atenção, elas não são capacitadas para isso e sua ‘dor de cabeça’ pode ser enorme.  Sabemos que na profissão de vocês o tempo é escasso, então busque um profissional habilitado para ajudá-lo na elaboração e faça com que o seu consultório tenha mais chances de se destacar.

Dica do Dia:

6 lições de empreendedores inovadores da área da saúde

- Invista em algo que te dê prazer e orgulho;

- Qualidade em primeiro lugar;

- Monte um plano de retorno;

- Descubra para quem sua clínica é importante;

- Propósito e faturamento devem andar juntos;


Empreendedorismo Digital na Área da Saúde

E como o foco da coluna de hoje é empreendedorismo, vamos falar de uma área que cresce mais a cada dia: a digital. O profissional da área da saúde deve aprender o quanto antes a utilizar as ferramentas da internet a seu favor, e com isso conseguir atrair mais a atenção do seu paciente. Com essas ferramentas é possível captar mais pacientes, conquistar mais credibilidade e melhorar os resultados. Como consequência, tem-se também o aumento do retorno financeiro, o que é altamente positivo e desejado.
Saber usar adequadamente as mídias sociais como Facebook, Instagram, You Tube, WhatsApp, Periscope, Linkedin, Google Adwords, entre outros, divulgar conteúdo de valor e manter relacionamento com pacientes atuais e em potencial garante que o profissional desenvolva mais autoridade em seu nicho de mercado além de conseguir aumentar mais a sua visibilidade e ser mais reconhecido. As chances de atrair mais pacientes com o uso do marketing digital (marketing online) são significativamente maiores quando comparados ao marketing tradicional (offline).  Comece agora!


Dica de Leitura: 

EMPREENDEDORISMO & GESTAO DE NEGOCIOS

Autor: Marcus Quintella

Editora: Synergia
A criatividade brasileira talvez seja um dos motivos que mais impulsione tanta gente a abrir o próprio negócio. O agravamento da crise econômica brasileira, iniciada em 2015 e ainda em curso, levou e vem levando grande parte da população a buscar alternativas dentro do ambiente empreendedor. No entanto, em um momento em que o “chamado empreendedorismo de necessidade” ganha tanta visibilidade, faz-se necessário contar com referências que possam dar ao futuro empreendedor – e àqueles que já empreendem – bases sólidas para que o empreendimento cresça de maneira sustentável.  Neste sentido, a obra de Marcus Quintella traz um conteúdo rico e extremamente necessário para todos os interessados no universo do empreendedorismo. O embasamento do material passa ainda pela questão do gerenciamento, cálculos necessários para quem deseja comandar o próprio negócio, além de um capítulo reservado para falar sobre finanças pessoais. 

 

Por Izabela de Paula em 01/03/2018 às 23:59