Região

Polícia Civil de Três Lagoas procura empresário rio-pretense desaparecido

Marcos Alexandre Ribeiro, de 42 anos, entrou em contato pela última vez com a família no final da tarde de domingo (dia 2) quando deixava o município de Panorama/SP. O carro do empresário foi encontrado incendiado ao lado de uma casa abandonada em Três Lagoas/MS

O empresário rio-pretense Marcos Alexandre Ribeiro, de 42 anos, está desaparecido desde o último domingo (dia 2). O último contato com a família foi quando ele deixava a cidade de Panorama/SP.  Policiais militares de Três Lagoas/MS encontraram o carro do empresário incendiado ao lado de uma casa abandonada.

Segundo a sobrinha do empresário, Laís Oliveira, Ribeiro teria ido até Panorama para verificar como estava o funcionamento de um parque temático da família. “No final da tarde de domingo ele fez contato com a família dizendo que estava saindo de Panorama. Ele tinha ido até o município para verificar como estavam as atividades deste parque. Depois não conseguimos mais falar ao telefone e ele também não respondeu mais as mensagens no whatsapp” explica.

A família procurou a Polícia Civil em Rio Preto para registrar a ocorrência de pessoa desaparecida na manhã da última segunda-feira (dia 3) . Segunda a Laís, a suspeita da família é que o empresário possa ter sido vítima de seqüestro. “Ele não tinha inimigos e nem inimizades. A nossa principal suspeita é que ele possa ter sido vítima de seqüestro ou tentativa de roubo” afirma.

Até o momento não houve nenhum contato com a família pedindo resgate. Ainda na noite de segunda-feira, policiais militares de Três Lagoas/MS encontraram o carro do empresário incendiado ao lado de uma casa abandonada no Parque das Araras.

“Ele nunca desapareceu, era rotineiro ele checar como estava o funcionamento dos parques, mas sempre houve contato onde ele estava para onde iria. Nossa esperança é que ele esteja bem e logo volte para casa” explica Laís.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Três Lagoas/MS. Qualquer informação sobre o paradeiro do empresário deve ser comunicada a Polícia Militar ou Civil.

Por Alex Pelicer em 05/04/2017 às 16:20