GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Rillo quer investigar abastecimento de veículos particulares com gasolina da Prefeitura

Vereador diz que planilhas de saída de gasolina e óleo diesel apresentam ‘discrepâncias’

O vereador Marco Rillo (PT) protocolou nesta segunda-feira, dia 5, requerimento que solicita a abertura de uma CPI para investigar denúncias de uso irregular de combustíveis pago pela Prefeitura de Rio Preto que supostamente estariam sendo utilizados para o abastecimento de veículos particulares. Segundo afirmou Rillo, existem "fortes indícios" que parte da gasolina e óleo diesel que deveria abastecer o maquinário da Prefeitura, como máquinas de roçar grama e cortadeiras de asfalto; por exemplo, acaba servindo para abastecer veículos de funcionários. A irregularidade, segundo afirma o vereador, teria acontecido durante o governo do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB).
“A gasolina é tirada da bomba que a Prefeitura mantém e vai direto para vasilhames e colocados em recipientes. Não existe um tanque de gasolina como o dos postos que serve em automóveis”, explica. Para o petista o que chama a atenção é o alto volume de combustíveis, no período entre 2013 a 2016, durante o governo do ex-prefeito. “Não tem controle do consumo interno. A justificativa que me foi dada é que era para consumo da Secretaria de Serviços Gerais”, diz.
Rillo afirma que caso a CPI seja aprovada e ele fizer parte da comissão deverá requisitar documentos oficiais que mostram o consumo, além da convocação dos responsáveis pelo setor. “Vou me basear nas requisições e na probabilidade destes números no consumo do maquinário do governo”.
Rillo conseguiu seis assinaturas para protocolar o pedido de CPI. Assinaram o documento Pedro Roberto Gomes (PRP), Jorge Menezes (PTB), Márcia Caldas (PPS), Celso Peixão (PSB), Gérson Furquim (PP) e Cléa Rodrigues (PSD).
Procurada a assessoria de comunicação da Prefeitura informou que "as requisições e gastos com combustíveis são rigidamente controlados. A Prefeitura está à disposição para responder de forma transparente aos questionamentos, como é de praxe neste governo".

Números elevados

O vereador Marco Rillo apresentou à Gazeta de Rio Preto a quantidade de litros de óleo diesel e gasolina consumidos pela Prefeitura de Rio Preto nos últimos quatro anos.

Gasolina:

Em 2013: 16.982 litros
Em 2014: 19.700 litros
Em 2015: 18.087 litros
Em 2016: 16.314 litros

Óleo Diesel:

Em 2013: 23.561 litros
Em 2014: 24.265 litros
Em 2015: 23.250 litros
Em 2016: 23.180 litros

Por Raphael Ferrari em 06/11/2018 às 16:50
JK Essencial Residence