GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Projeto quer permitir embarcações não motorizadas no lago 3 da Represa Municipal

Sessão ainda traz veto a projeto que prevê agendamento de consultas por telefone

A Câmara de Rio Preto analisa durante a sessão desta terça-feira, 23, cinco vetos a projetos de lei do prefeito Edinho Araújo (MDB). Entre as propostas vetadas pelo emedebista está aquela, de autoria da vereadora Márcia Caldas (PPS), que prevê o do agendamento das consultas para pacientes idosos e com deficiência, a serem feitas por meio de telefone. São necessários nove dos 17 votos para rejeitar o veto de Edinho. Outros vetos são: Ao projeto de Renato Pupo (PSD), que estabelece condições adequadas de repouso aos profissionais da Saúde; do vereador Jean Dornelas (PRB), que regulamenta o exercício do comércio ambulante, para evitar despejo de comerciantes já estabelecidos em áreas públicas e de Pedro Roberto (PRP), que obriga instalação de caixas eletrônicos adaptados a pessoas com deficiências físicas.

Projetos de Lei

Dois projetos serão votados em segunda discussão, quando é analisado o mérito da proposta. Os dois são do Executivo: o que autoriza o município a doar rede de energia elétrica e iluminação pública do Loteamento Ecoparque Empresarial Norte, para que a CPFL assuma o serviço, e o que dispõe sobre o funcionamento do Conselho Municipal de Turismo.
Outros dois projetos serão analisados em primeira discussão, quando é votada a legalidade da matéria. Um do presidente da Câmara, coronel Jean Charles (MDB), que autoriza o uso do lago 3 da Represa Municipal para uso de esportes a vela e educação ambiental, e outro de Karina Caroline (PRB), que institui em Rio Preto o mês "Agosto Dourado", para incentivo ao aleitamento materno. No caso do projeto de Jean Charles só será permitido a utilização de embarcações não motorizadas.

A sessão tem início às 17 horas.

 

Por Raphael Ferrari em 22/10/2018 às 14:14
JK Essencial Residence