GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Constroeste recorre de decisão que determinou bloqueio de R$ 5,3 milhões

Justiça local atendeu solicitação do MP que apontou irregularidades no contrato do lixo

A empresa Constroeste recorreu no Tribunal de Justiça de São Paulo de decisão liminar da Justiça de Rio Preto que determinou bloqueio de R$ 5,3 milhões de bens – imóveis e veículos - da empresa. Em setembro a juíza da 2ª Vara da Fazenda, Tatiana Pereira Viana Santos, determinou o bloqueio dos bens atendendo parcialmente a uma liminar solicitada pelo Ministério Público, que apontou irregularidades em contratos de coleta de lixo firmados entre a empresa e a Prefeitura na gestão do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB).

Segundo ação do promotor Sérgio Clementino as irregularidades, como falta de fiscalização em contrato de faxina urbana, somam R$ 5,3 milhões. O promotor havia pedido bloqueio de R$ 21 milhões da empresa, equivalente ao valor do suposto dano e multas.  O bloqueio é de automóveis e imóveis em nome da empresa.
No recurso a Constroste sustenta que a ação do Ministério Público é ancorada em "presunções, desprovidas de provas".

Um outro pedido do MP para bloqueio de bens do ex-secretário de Meio Ambiente Clinger Gagliardi acabou sendo indeferido pela Justiça.Clinger atuou durante o final do governo Valdomiro Lopes.

 

Por Raphael Ferrari em 16/10/2018 às 14:10
JK Essencial Residence