GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

PT omite condenação criminal ao registrar candidatura de Lula

Mesmo assim MP já fez pedido para impugnar candidatura

O PT registrou nesta quarta-feira, 15, no último dia do prazo, a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto sem informar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex, imposta pela Justiça Federal no Paraná e confirmada no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região.

Antes mesmo de o edital com o nome dos candidatos ser publicado pelo Tribunal, o Ministério Público Eleitoral entrou com impugnação da candidatura do petista, acelerando a decisão sobre o caso. Sorteado relator, o ministro Luís Roberto Barroso, vice-presidente do TSE, vai analisar o registro.A inscrição da candidatura é a última formalização na Justiça Eleitoral antes do início da campanha, que começa oficialmente nesta quinta-feira, 16.

Ao fazer o registro, o candidato tem de apresentar documento da Justiça de seu domicílio eleitoral certificando que ele não possui pendências criminais. Como Lula tem domicílio eleitoral em São Paulo, as quatro certidões criminais apresentadas ao TSE não incluem a condenação em Curitiba, depois confirmada pelo TRF-4 em Porto Alegre. Com a sentença na Lava Jato, Lula, preso desde 7 de abril, está potencialmente enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis condenados na Justiça por órgão colegiado.

O ex-prefeito Fernando Haddad foi registrado como vice e pode assumir a cabeça da chapa se Lula for impugnado. No registro, protocolado pessoalmente por dirigentes do partido no TSE, o petista declara ter um patrimônio de R$ 7,988 milhões. No total, a Corte Eleitoral recebeu o registro de 13 presidenciáveis e tem até o dia 17 de setembro para analisá-los.

 

Por Da Redação em 16/08/2018 às 10:09
JK Essencial Residence