GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Recapeamento de asfalto vai começar pela região norte de Rio Preto

Secretaria de Obras anuncia que ruas e avenidas com maior fluxo de veículos serão as primeiras a receberem as melhorias; processo será encaminhado à comissão de licitação Getúlio Salvador

A Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria de Obras, anunciou na quinta-feira, dia 24, como será conduzido o processo de recapeamento de ruas da cidade. Segundo o secretário de Obras, Sérgio Issas, o trabalho deve começar pela região norte, assim que for liberada a verba que será destinada à recuperação de ruas e avenidas. A Secretaria de Obras está desenvolvendo o projeto, que será encaminhado à comissão de licitação, enquanto a Fazenda trabalha para a parte operacional do convênio.

Issas disse que um trabalho técnico indicou as ruas e avenidas da região com maior fluxo de veículos e que precisam dos reparos, e que já foram feitas as medições necessárias para compor o projeto.

“Temos um cadastro de todas as ruas que precisam receber o recape na região norte e já começamos a preparar o memorial descritivo, a demarcar, no mapa, as ruas que precisam ir paro processo licitatório e com isso elaboramos a planilha orçamentária que faz parte do processo para ser encaminhado à comissão de licitação”.

Na sessão de terça-feira, dia 22, a Câmara aprovou o projeto de lei, de autoria do Executivo, que permite ao município contrair empréstimo no valor de R$ 10 milhões junto a Desenvolve SP – Agência de Fomento do Estado de São Paulo – para investimentos em obras de infraestrutura viária. O pagamento deverá ser feito em seis anos e a operação terá juros de 9,5% ao ano e atualização monetária pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Em trecho da justificativa do projeto, o prefeito Edinho Araújo (MDB) afirma que “o governo, na busca de providências e ações necessárias para solucionar os problemas ligados à pavimentação e manutenção asfáltica do Município, frente à escassez de recursos próprios para tais obras, encontra no financiamento, alternativa importante e viável” e que “as pavimentações e recapeamentos visam melhorar a infraestrutura do município, bem como melhorar as condições das vias, contribuindo na promoção do desenvolvimento físico-territorial, econômico e social. As obras de recapeamento beneficiarão a população que hoje é de cerca de 450 mil habitantes, sendo que será dada preferência à melhoria das vias que estão com maior deterioração”.

Em Brasília, Edinho consegue R$ 17 milhões

No mesmo dia em que a Câmara aprovou o projeto para obtenção de recursos junto a Desenvolve SP, Edinho Araújo assinou, durante Marcha dos Prefeitos, em Brasília, outro empréstimo, este junto ao Banco do Brasil, no valor de R$ 17 milhões, que serão divididos entre seis secretarias municipais e aplicados em obras de mobilidade urbana, educação, infraestrutura e modernização da gestão.

As secretarias de Fazenda e de Administração recebem R$ 4,9 milhões, que devem ser usados na compra veículos, computadores, notebooks, impressoras, escâneres e softwares. O mesmo valor está programado para ser repassado à Secretaria de Educação, que deve investir na compra de ônibus escolares. A pasta do Trânsito deve ficar com R$ 2,5 milhões, que deverão ser usados na compra de máquinas, veículos e uma carreta reboque. Com R$ 2,4 milhões, a secretaria de Serviços Gerais deve fazer investimentos na compra de pá carregadeira, retroescavadeira, britador e caminhões. Por último, a Secretaria de Obras vai ficar com R$ 2,1 milhões da fatia, que devem ser gastos com iluminação pública. 

Por Getúlio Salvador em 24/05/2018 às 23:59
JK Essencial Residence