GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Vereador Jean Dornelas pede instalação de CEV da Saúde

Parlamentar quer fazer estudos ligados ao atendimento da Rede Municipal de Saúde de Rio Preto; qualidade, prazo e política de distribuição de medicamentos serão apurados

O vereador Jean Dornelas (PRB) protocolou nesta semana um projeto de resolução que pretende constituir uma Comissão Especial de Vereadores para fazer estudos ligados ao atendimento da Rede Municipal de Saúde de Rio Preto. O texto deve entrar na pauta da sessão do dia 24 deste mês e o autor vai requerer que a matéria seja votada em regime de urgência, quando são apreciados mérito e legalidade na mesma reunião. 

Um dos principais focos do trabalho da comissão será levantar informações referentes à agilidade e à qualidade do serviço prestado aos pacientes que eram atendidos pelo hospital Ielar, a questão da sobrecarga no atendimento prestado pela Santa Casa e pelo Hospital de Base e ao agendamento de exames, assim como verificar a questão da distribuição de medicamentos nas UBSs de Rio Preto. 

Dornelas afirma que o Ielar prestava, em média, 20 mil atendimentos mensais e que com fechamento do hospital, o chamado atendimento primário também passou a ser feito pelo Hospital de Base e pela Santa Casa. “Queremos saber como os pacientes que foram redirecionados estão sendo atendidos nesses hospitais e o quanto a sobrecarga compromete o serviço prestado pelas instituições”.

O vereador quer saber também sobre os prazos para realização de exames. Segundo ele, não basta que as consultas no Poupatempo da Saúde sejam ágeis se continuarem as filas para o diagnóstico. “Recebo reclamações de pacientes com suspeita de câncer de mama e que passam meses à espera do exame para confirmação de uma doença que não se pode perder um dia de tratamento. Vamos checar todo o procedimento adotado na rede municipal”, disse.

Quanto à disponibilização de medicamentos nos postos de saúde da cidade, o vereador diz que o trabalho da comissão será o de identificar como está o fornecimento e a distribuição entre as UBSs. Ele afirma que recebeu relatos de pessoas que chegaram procurar por remédios em até seis locais diferentes até encontrar. “Precisamos entender o porquê dessa questão. Não é correto uma pessoa, especialmente de baixa renda, ter que percorrer vários locais até encontrar o remédio que procura”.

Jean afirma que o objetivo da comissão é fazer o diagnóstico dos principais problemas encontrados na rede pública e produzir um relatório apontando soluções. Para conduzir o trabalho, o vereador suspendeu temporariamente a CEV do Jardim Paraíso e renunciou ao cargo de relator da CEI do Tapa Buracos. “Estou tratando a questão da Saúde como prioritária. Um vereador não pode trabalhar, ao mesmo tempo, em duas comissões, por isso vou me concentrar, por enquanto, nesta que espero que seja aprovada pelo plenário”, disse.

Caso aprovada, a comissão tem 120 dias, após a instalação, para concluir os trabalhos. O prazo, de acordo com o regimento, pode ser prorrogado pelo mesmo período, mas Dornelas pretende finalizar as apurações dentro do prazo inicial. Por ser autor da proposta, Jean será automaticamente o presidente, diferentemente de uma CEI, onde a composição é feita por sorteio. “Pretendo terminar o mais rápido possível, e para ajudar, convidei a vereadora Claudia Di Giuli (PMN), que é enfermeira, para fazer parte e contribuir com a experiencia dela na questão”, afirmou.

A reportagem procurou a Secretaria de Saúde para falar sobre o assunto, mas não obteve resposta até o fechamento da edição.

Por Getúlio Salvador em 12/04/2018 às 23:59
JK Essencial Residence