Política

Projeto Escola Sem Partido é aprovado na Câmara de Rio Preto

Em uma sessão tensa, que terminou depois das 22h, proposta do vereador Jean Dornelas é votada em regime de urgência e confirmada e segue para sanção do prefeito Edinho Araújo

A Câmara de Rio Preto aprovou na noite desta terça-feira, dia 7, por 10 votos a 4, o projeto Escola Sem Partido para o sistema municipal de ensino de Rio Preto. De autoria do vereador Jean Dornelas (PRB), a matéria tem como objetivo estabelecer regras na relação entre professor e aluno em sala de aula, restringindo a participação de educadores na orientação política, religiosa e sexual dos estudantes. 

Depois de uma longa discussão, onde o autor e o vereador Anderson Branco (PR) defenderam a matéria na tribuna, e Renato Pupo (PSD), Pedro Roberto (PRP) e Marco Rillo (PT) falaram de forma contrária ao texto, foi aprovado e a matéria segue agora para sanção do prefeito Edinho Araújo.

Os vereadores Gerson Furquim (PP) e Claudia De Giuli (PMN) se ausentaram da votação, além do presidente Jean Charles (PMDB), que não vota por questão regimental. Márcia Caldas (PPS), Marco Rillo (PT), Pedro Roberto (PRP) e Renato Pupo (PSD) votaram contra, e os demais garantiram a aprovação do projeto.

Crédito de R$ 203 milhões também é aprovado

Também na sessão desta terça-feira, por 16 votos a um, foi aprovado o projeto do prefeito Edinho Araújo (PMDB) que autoriza a Prefeitura a contrair empréstimo junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 203,7 milhões, que devem ser aplicados em obra de reformas e infra-estrutura. 

Por Getúlio Salvador em 07/11/2017 às 22:45
JK Essencial Residence