PARA DEPOIS

Falando em Semae, a Câmara prorrogou por 10 sessões a votação do veto do prefeito Edinho Araújo (MDB) a uma emenda dos vereadores, proposta por Marco Rillo (PT), ao projeto do Executivo que institui o Plano Municipal de Saneamento Básico de Rio Preto. A emenda apresentada pelo petista impede uma possível privatização da autarquia. O pedido de vistas partiu do vereador Jorge Menezes (PTB), que fez uma espécie de desafio ao governo: “Se não vai privatizar, aceitasse a emenda do Rillo”, disse.

 

Por em 10/05/2018 às 23:59