EXPLICANDO

O vereador Pedro Roberto (PRP), que fazia parte da comissão ao lado de José Carlos Marinho (PSD) e Marco Rillo (PT), fez a leitura do relatório, onde afirmou que “o vereador Renato Pupo de Paula não manifestou expressão que evidenciasse intenção de prejudicar o vereador Anderson Branco. Também não se evidencia, que no momento em que foi realizada o contato telefônico, o denunciado estivesse se utilizando da condição de parlamentar, o que afasta a competência desta comissão”.

Por em 12/04/2018 às 23:59