ODEBRECHT

O ministro Aloysio Nunes (PSDB), titular da pasta das Relações Exteriores, quer que sejam arquivadas as investigações sobre um possível esquema de caixa 2, onde o tucano teria recebido R$ 500 em repasses da Odebrecht, para a campanha de 2010, quando ele foi eleito senador. Os advogados de Aloysio pedem que ele seja não ouvido novamente no inquérito. Os pedidos da defesa do ministro, ao que indicam as manifestações da Justiça, não devem ser atendidos.

Por em 09/11/2017 às 23:59