Coragem...

Depois da repercussão imensamente negativa da atitude dos parlamentares, a maioria deles preferiu a clausura. O único que teve coragem de se explicar foi Anderson Branco, que publicou nota de esclarecimento em seu perfil no Facebook. "Cuspiram e jogaram no lixo o Regimento Interno da Casa, em especial o artigo 81, onde fala que a formação das CPIs é por indicação partidária e proporcionalidade dos partidos políticos. Fui prejudicado e não me deixaram participar”, afirmou.

Por em 18/05/2017 às 23:59