GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Estradas

Avenida Bady Bassitt terá trechos interditados a partir de segunda

Assim como na Andaló, avenida passará por correções no canteiro central

Depois da Andaló a avenida Bady Bassitt vai passar por obras a partir da próxima segunda-feira, 13. A via sofrerá intervenções para reparos e regularização da altura das guias do canteiro central. Com isso vários trechos serão interditados para o avanço das obras, assim como hoje ocorre na Andaló.
O primeiro trecho bloqueado será o quarteirão entre as ruas Tiradentes e Siqueira Campos.

Segundo a Secretaria de Trânsito ficará proibido estacionar na faixa mais à direita, para liberar o fluxo de veículos. A faixa da esquerda ficará fechada, nos dois sentidos de direção, para a realização das intervenções. A obra seguirá nas semanas seguintes, no sentido Centro-rodovia Washington Luís. A intervenção é para a adequação de todo o canteiro central da avenida com relação ao nível do asfalto. Essas obras são correções já que não foram executadas conforme previsto no Plano de Mobilidade Urbana. O Plano prevê a construção de nove corredores de ônibus e teve custo inicial de R$ 53,7 milhões. Com os erros identificados, e as correções de agora, feitas pela empresa Constroeste, o valor já está na casa dos R$ 62,1 milhões.

Mais intervenções

Amanhã, 11, outra avenida terá fluxo interrompido em Rio Preto. A Nadma Damha será parcialmente interditada, das 13h às 20h, para a realização de uma prova de triatlo no Lago 3 da Represa. As duas faixas normalmente usadas para seguir no sentido centro-bairro serão interditadas para os veículos, e os dois sentidos de fluxo direcionados para o outro lado do canteiro - nas faixas normalmente usadas para o sentido bairro-Centro.
Outro ponto que vem sofrendo bloqueio diariamente é na alça de acesso da avenida Arthur Nonato para entrar na rodovia Washington Luís. O ponto vem sendo fechado aos motoristas pela Polícia Rodoviária Estadual nos horários de pico do inicio da noite, entre as 17h e 19h. O objetivo é identificar se com a interdição o registro de acidentes na rodovia diminui.
Como era de se esperar, com o bloqueio da alça tem surgido intensos congestionamentos na marginal da rodoviano sentido São Paulo-Capital, entre as avenidas José Munia e Murchid Homsi.
O bloqueio da via teve início no dia 27 de julho e deve se estender até o final de agosto.

Por Raphael Ferrari em 10/08/2018 às 10:45
JK Essencial Residence