GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Estradas

Trecho da BR-153 será interditado e novo viaduto ficará pronto em até 90 dias

Interdição acontecerá nesta sexta-feira, sábado e domingo em decorrência do serviço dos serviços de içamento de vigas, na região do Lago 3 da Represa

O trecho da BR-153 próximo à Represa Municipal de Rio Preto vai sofrer interdições nesta sexta-feira, sábado e domingo (dias 4, 5 e 6) em decorrência do serviço de içamento de vigas para o viaduto que ligará a avenida Sabino Cardoso Silva à ponte estaiada, sobre o Lago 3. Motoristas devem evitar transitar no local por conta da sobrecarga que o trânsito deve sofrer.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnitt) e a Prefeitura sinalizaram todo o trecho com placas e faixas, alertando sobre as restrições no trânsito. O viaduto é um dos 13 que serão construídos como parte das obras do projeto de duplicação do trecho urbano da rodovia BR-153.

Segundo o coordenador de mobilidade urbana, Amaury Hernandes, esta será a única intervenção que será necessária e em três meses o viaduto já estará pronto. “Para o trabalho de instalação é necessário o auxílio de um caminhão guindaste para suspender as vigas. Daí a necessidade de interromper e desviar o trânsito no local. Após estes três dias as obras continuarão normalmente, porém sem a necessidade intervenções nas vias. A conclusão da construção deste viaduto deve levar aproximadamente 90 dias”, afirmou.

O novo dispositivo sobre a BR-153 deverá reduzir o trânsito em até 30% na avenida Lino José de Seixas. “Diariamente, passam aproximadamente 10 mil veículos pela avenida. Com o novo viaduto, os motoristas que seguem para os condomínios próximos à Represa, ou em direção ao Distrito de Engenheiro Schmitt, passarão a utilizar a avenida Sabino Cardoso Silva”, diz Amaury.

A avenida Lino José de Seixas tem o trânsito carregado, principalmente nos horários de pico. “Além dos condutores locais que ali circulam, esta via é praticamente uma das entradas da cidade. Motoristas que vem pela BR-153 no sentido norte e da Assis Chateaubriand acabam usando a avenida para chegar ao centro da cidade, o que colabora também com o excesso de veículos”. Questionado sobre possíveis mudanças de sentindo nas avenidas, o coordenador de mobilidade urbana diz que existe um estudo em andamento.

“Seria possível sim. Enquanto um lado da Represa seguiria sentido centro-bairro, a outra via teria fluxo inverso, ou seja, bairro-centro. Porém, na Sabino Cardoso Silva, existem dois colégios e a Guarda Civil Municipal. Se ficar sentido único, o motorista fica obrigado a seguir até os Dahmas para depois poder retornar ao centro. Então, ainda estamos analisando estes detalhes. Na teoria deveria ser sim, um lado vai outro vem, mas na prática precisamos ainda concluir estes estudos para não gerar transtornos”, afirma.

 

Por Alex Pelicer em 03/05/2018 às 23:59
JK Essencial Residence