GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Esportes

Carol Gattaz fala sobre carreira, seleção e semifinal da Superliga

Minas, da central e capitã rio-pretense, enfrenta o Rio de Janeiro nesta sexta-feira, dia 23, às 21h30, na Arena Minas

 

A central rio-pretense Carol Gattaz vive uma ótima fase em sua carreira. Completou recentemente 20 anos como jogadora profissional, foi homenageada pelo seu time e pela torcida e tem realizado ótimos jogos. No último jogo pela Superliga Feminina diante do Fluminense, ela foi escolhida como melhor da partida e teve até campanha na internet para ela voltar a fazer parte da seleção brasileira.  O Minas encara o Rio de Janeiro na série melhor de cinco jogos da fase semifinal da Superliga Feminina.

O primeiro duelo será na sexta-feira, dia 23, às 21h30, na Arena Minas. O segundo e o terceiro jogos da série melhor de cindo serão no Rio de Janeiro, na segunda-feira, dia 26, e no sábado (31/3), às 21h30 e 15h, respectivamente. Se necessário, o quarto jogo será em Belo Horizonte, previsto para o dia 3/4, às 19h, na Arena. E por fim, se preciso for, Minas e RJ fazem o quinto e decisivo jogo da semifinal, no Rio de Janeiro, no dia 6/4, às 21h30.

Carreira

“Graças a Deus estou num momento feliz na minha carreira. Sinceramente não esperava, e está sendo mágico. Muito emocionante tudo que está acontecendo comigo, aqui no Minas. A homenagens dos 20 anos de carreira, o carinho que recebo aqui, da torcida, do Minas, de todos. Estou muito feliz, de coração”.

“Meu time está num momento muito bom e meu desempenho se deve a equipe. Estamos crescendo juntos. Esperamos grandes jogos agora contra o Rio, numa série dificílima. Os jogos contra elas são duros, foi assim no ano passado e em outros jogos. É preciso entrar em 200%. Dar o melhor em quadra para conseguir a vaga na final.  Vamos focar todas as forças e pensamentos nessa semifinal”.

Seleção brasileira

“Muita gente tem falado, repórteres, torcida. Fico feliz de ter meu nome lembrado. É um reconhecimento, mas acho que a seleção já é bem resolvida na minha vida.  Estou agora com uma lesão no joelho e preciso tratar. Ela tem me acompanhado a temporada inteira. Mas agradeço muito essa lembrança, fico feliz”.

Jogar em alto nível aos 36 anos

“Aprendi a ser atleta. Cuido melhor do meu corpo hoje, minha alimentação mudou, a preparação, o descanso. Com a experiência a gente aprende e acaba facilitando o desempenho em quadra. Melhora a condição física, meu percentual de gordura diminuiu também”.

Um recado 

“A torcida do Minas pode esperar um time muito aguerrido, com muita vontade de ganhar nessa semifinal”.

 

Por Henrique Fernandes em 22/03/2018 às 23:59
JK Essencial Residence