10 perguntas para Ivani Vaz de Lima

Nathália Uzum
Ivani Vaz de Lima
Na próxima semana, Ivani Vaz de Lima encerra sua gestão como vice-prefeita de São José do Rio Preto e superintendente do Semae. Neste bate-papo ela faz um balanço dos últimos quatro anos e conta os planos para 2017.
1. Na próxima semana você encerra seu mandato de vice-prefeita de São José do Rio Preto. Qual grande legado deixado?
Agi sempre com ética e responsabilidade. Nas duas funções que ocupei, procurei garantir espaços de realização das políticas públicas, ampliando os serviços e pensando o futuro.
2. Você foi a primeira mulher superintendente do Semae. O que destacaria de mais importante em sua gestão?
Ter conseguido recursos e iniciado obras que garantirão o abastecimento e o saneamento de nossa cidade, hoje, e para o futuro – reforma e ampliação da ETA (Estação de Tratamento de Água) e da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto).
3. Qual foi a maior dificuldade de comandar uma autarquia como o Semae?
Não houve dificuldades no comando; tivemos, sim, muitos desafios. Destaco a grande crise hídrica, superada graças a existência de uma equipe qualificada e comprometida.
4. O rio-pretense tem consciência da importância de economizar água? Quais os números do desperdício?
A sociedade rio-pretense respondeu bem a todos as campanhas realizadas pelo Semae. Nossas perdas estão abaixo da média nacional mas, podemos e devemos avançar ainda mais. Implantamos novas tecnologias que buscam detectar e diminuir desperdícios.
5. Qual acredita tenha sido o maior acerto do Governo Valdomiro Lopes? E qual maior impasse enfrentado?
Maior acerto: Núcleos da Esperança. Maior impasse: zeladoria da cidade.
“A sociedade rio-pretense respondeu bem a todos as campanhas realizadas pelo Semae. Nossas perdas estão abaixo da média nacional mas, podemos e devemos avançar ainda mais”
6. São mais de 25 anos na vida pública. Qual considera o momento mais importante de sua carreira?
Minha candidatura à prefeita em 2000 foi o marco para conhecer de perto e profundamente os problemas e desafios da cidade que escolhi para viver, uma cidade linda, acolhedora e de oportunidades.
7. Como avalia a composição do secretariado de Edinho Araújo?
A composição da equipe reflete o pensamento de seu gestor. É uma escolha pessoal.
8. Existe a possibilidade de uma parceria do PSDB com este novo governo que se forma?
Meu partido sempre atendeu às necessidades de nossa cidade. Basta trazer à memória as realizações ocorridas por intermédio de nossos representantes Sen. Aloysio Nunes e Dep Vaz de Lima, nas gestões de FHC, Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin.
9. Quais são seus próximos planos para 2017?
Cuidar um pouco mais de minhas coisas pessoais e aproveitar para reciclar e aprofundar conhecimentos.
10. Você é sempre cotada para ser candidata à prefeitura de Rio Preto. É um sonho que pretende realizar?
(risos)... Minha vida sempre esteve nas mãos de Deus. O futuro a Ele pertence. E, lembrando que, antes de 2020 há 2018...