GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Entretenimento

Paola Sansão lança sua primeira mostra individual no Riopreto Shopping

Com o tema 'Faces Libertas', serão 20 obras de figuras femininas com expressões realistas pintadas por meio de técnicas como Aquarela, Grafite e Pastel seco sobre diferentes tipos de papel

De 18 a 28 de outubro, a Praça 2 de Eventos do Riopreto Shopping será palco da mostra "Faces Libertas" da artista Paola Sansão. Serão 20 obras de figuras femininas com expressões realistas pintadas por meio de técnicas como Aquarela, Grafite e Pastel seco sobre diferentes tipos de papel. 

Para ela, muitas obras desta coletânea estão relacionadas com aspectos, processos internos, aprendizados e jornadas de auto-conhecimento dela mesmo. "Todas elas, de alguma forma, são faces de mim. E o mais bacana é que outras mulheres (e até homens) estão se reconhecendo nelas, na força do olhar e na mensagem que elas trazem", revela.

A aquarela é uma paixão desde a infância da artista, pois é uma técnica que não se doma, ela tem vontade própria. "Ela tem sido uma mestra pra mim, dissolvendo o perfeccionismo e me mostrando como é bom deixar fluir e aceitar a imprevisibilidade", conta. Já o desenho a lápis grafite é uma surpresa recente para Paola que tem a ensinado muito sobre luz e sombra.

Segundo a artista, por muito tempo ela sofreu de uma paralisia chamada "medo do papel branco". "O chamado para o desenho, a pintura, a arte, era nítido e claro, mas eu era incapaz de atendê-lo, dominada pelo receio de me expressar, de "errar". Uma necessidade insana de perfeição, como se houvesse a necessidade da minha arte ser perfeita para alguém. E como se todo artista não tivesse que ter milhares de horas de prática para conseguir se aperfeiçoar.  Mas eu não me dava ao menos a chance de tentar. O elo com meu passado de tardes desenhando estava rompido e nem sei ao certo quando isso ocorreu. Travei uma luta interna que perdurou anos e foram batalhas muito difíceis, apenas por não dar gesto à voz da minha alma. Um dia cansei. E resolvi virar a chave. E me coloquei à disposição desse chamado. Eu era daquelas que pensam que "tudo que tem que ser feito merece ser bem feito". Ouvi isso, ironicamente, da professora de artes do colégio e essa sentença (no duplo sentido), colou em mim. Me despi desse conceito e criei um novo: "antes o feio feito do que o perfeito nunca feito". E então comecei a gostar de aprender com cada "erro". E comecei, rapidamente, a me surpreender com os resultados. Hoje não tenho mais medo da tela em branco, porque sei que ela não está vazia. Está repleta de oportunidades ali, só me aguardando. Quando a gente ouve o chamado interno tudo conspira a nosso favor, o rio da vida corre livre", conta Paola.

Paola  é formada em Design Gráfico pela Faap e pós-graduada em Design de Embalagem pela ESPM e atua na concepção de identidades corporativas há mais de duas décadas.  Fascinada por desenhos, lápis, tintas e cores desde a infância, cursou a Escola Panamericana de Arte em São Paulo, além de outros cursos e workshops de técnicas artísticas ao longo dos anos.

 

Por Da Redação em 16/10/2018 às 11:35
JK Essencial Residence