GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Eleições

Valdomiro Lopes aposta no currículo para chegar à Câmara Federal

Vencedor de oito eleições, ex-prefeito de Rio Preto confia na bagagem adquirida em 28 anos de vida pública para conquistar uma cadeira em Brasília

Com 28 anos de carreira política, Valdomiro Lopes (PSB) aposta na bagagem como um dos pontos fortes para a disputa de uma cadeira na Câmara Federal. Com dois mandatos como prefeito de Rio Preto, três como vereador na cidade e três como deputado estadual, ele tenta, pela primeira vez, se tornar deputado federal.

Em entrevista à Gazeta de Rio Preto, o candidato recapitulou parte do trabalho que fez ao longo dos anos nos poderes Legislativo e Executivo e falou das principais propostas que pretende levar à Câmara Federal, caso seja eleito.

“Quando fui prefeito de Rio Preto aprendi a andar em Brasília”, disse, se referindo ao modelo de trabalho que planeja adotar como deputado. Valdomiro afirma que tem como uma das principais propostas rever o Pacto Federativo, sistema que determina o formato da repartição de impostos arrecadados entre os governos federal, que hoje fica com 70% da fatia, o estadual, que leva 20% e o municipal, que recebe 10% do montante. Para o candidato, o município deve ter maior participação na distribuição dos recursos. “Acredito que pelo fato de as prefeituras ficarem com uma conta muito alta, deveria diminuir a parcela do governo federal e aumentar a do município.”

O candidato fala também em montar equipes para trabalhar junto às prefeituras na elaboração de projetos para serem inscritos em programas federais, modelo que, segundo ele, ajudou a triplicar o orçamento de Rio Preto ao longo dos oito anos de mandato dele. “Em 2009, quando assumi, a Prefeitura tinha um orçamento de R$ 600 milhões por ano. Em 2016, quando entreguei, o valor era de 1,8 bilhão, ou seja, o triplo”, afirmou.

Valdomiro diz que o orçamento foi “turbinado” devido, pincipalmente, a convênios para obras de mobilidade urbana e investimentos na Saúde. Segundo o candidato, “sobra dinheiro em Brasília” devido à falta de projetos executivos devidamente elaborados para a captação.

O candidato garante que o foco está na campanha para deputado federal e descarta uma nova candidatura à Prefeitura de Rio Preto. Segundo ele, uma possível volta ao governo municipal é ventilada por adversários dele na tentativa de prejudicar o trabalho na busca de uma cadeira na Câmara Federal. “Quero ser eleito e vou cumprir meu mandato de deputado. Não quero e não vou ser candidato a prefeito”, garantiu.

Sobre o relacionamento com o prefeito Edinho Araújo (MDB), com quem trocou farpas, principalmente no começo da administração do sucessor, Valdomiro diz que o foco está nos interesses de Rio Preto, que “não leva política para o lado da contenda e da briga” e que acredita que a vida pública tem de ser usada para ajudar pessoas. “Quando o Márcio França, governador de São Paulo, fez um projeto para recapeamento de ruas e avenidas, R$ 4 milhões foram liberados para Rio Preto e fui ao gabinete dar a notícia ao Edinho. Esqueçam as diferenças”, concluiu.

Desabafo

“Quero ser eleito e vou cumprir meu mandato de deputado. Não quero e não vou ser candidato a prefeito”

Sobre Edinho Araújo

“Quando o Márcio França, governador de São Paulo, fez um projeto para recapeamento de ruas e avenidas, R$ 4 milhões foram liberados para Rio Preto e fui ao gabinete dar a notícia ao Edinho. Esqueçam as diferenças”

Por Getúlio Salvador em 13/09/2018 às 23:59
JK Essencial Residence