GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Mais de 50 aves são soltas na Semana do Meio Ambiente em Rio Preto

Equipe do Zoológico Municipal fez a triagem e avaliação dos pássaros para soltura; quatro receberão cuidados no bosque

A Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, por meio do Zoológico Municipal e a Polícia Ambiental de Rio Preto participaram na manhã de hoje, dia 8 da soltura de 57 pássaros. As aves silvestres foram aprendidas em Rio Preto e região, durante operação da Polícia Ambiental nesta Semana do Meio Ambiente. Os animais foram apreendidos em dois dias de ação junto a criadores irregulares no próprio município e em cidades da região como Catanduva, José Bonifácio e Novo Horizonte.

As aves passaram por triagem e avaliação da equipe de veterinários e biólogos do Zoológico Municipal e, aquelas que estavam em condições boas de saúde, foram liberadas para soltura. Quatro aves que acabaram não tendo condições de voar foram encaminhadas para o Zoológico onde serão tratadas e preparadas para soltura que deverá acontecer em cerca de um mês.

A ação de soltura aconteceu na área da Estação Ecológica e antigo IPA e contou com a participação de crianças da Associação Renascer, em uma ação de educação ambiental. Dentre as espécies estão maritaca, periquito, canarinho da terra, papa-capim, sabiá, coleirinha, trinca-ferro, bigodinho, e também algumas ameaçadas de extinção como o curió e bicudo.

De acordo com o comandante da Polícia Ambiental, Alessandro Daleck, é de fundamental importância a participação nas ações e o apoio que o Zoológico para a Polícia Ambiental. "A gente tem um trabalho bastante intensificado com relação à fauna na região em São José do Rio Preto e o único local que é adequado e tem profissionais competentes para fazer esse trabalho de análise da possibilidade reintrodução e também assumir os cuidados de animais que precisam de tratamento veterinário e não podem ser reintroduzidos à natureza é o Zoológico Municipal. O órgão tem se mostrado um excelente parceiro, sem o qual, talvez fosse até inviável este tipo de fiscalização", afirmou Daleck.

Cada animal silvestre mantido em cativeiro gera uma multa de 500 reais. Em caso de animais ameaçados de extinção esse valor parte de 5 mil reais, além de levar o responsável a responder por processo criminal de 6 meses a 1 ano de detenção.

Por Da Redação em 08/06/2018 às 16:20
JK Essencial Residence