GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Rio Preto está entre as 10 melhores do Brasil em saneamento básico

Cidade sai de 23ª e passa ser a 9ª do país no quesito; ranking foi divulgado pelo Instituto Trata Brasil e são referentes ao ano de 2016

Rio Preto é a 9ª melhor cidade do Brasil em saneamento básico. Segundo o Instituto Trata Brasil, que acaba de divulgar um ranking a respeito do tema. O município saiu do 23º lugar para se firmar entre as 10 mais bem avaliadas do país. O novo Ranking do Saneamento – 100 Maiores Cidades Brasil – foi realizado com dados do Ministério das Cidades, por meio do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) e tem como referência o ano de 2016.

Os resultados da pesquisa indicam que os números nacionais avançaram, mas de forma moderada. Em 2016, os indicadores mostravam que 17% da população (o que representava 35 milhões de pessoas) não eram abastecidas com água potável e que 48% (mais de 100 milhões) na tinha coleta de esgoto e somente 45% do esgoto produzindo no país era tratado. Quando os índices eram aplicados às 100 maiores cidades brasileiras, onde se concentra mais de 40% da população, eles mostravam que 93,62% da população tinha abastecimento de água, 72,14% contava com coleta de esgotos e 54,33% do esgoto gerado eram tratados.

O superintendente do Semae em 2016, José Carlos Pedro de Oliveira, comentou o avanço de Rio Preto na classificação. “Temos mais de 95% de água tratada e distribuída para a população com alta qualidade e mais de 98% de esgoto coletado e trado em toda a cidade. Associado a isso, temos uma das menores tarifas para esse tipo de serviço do Brasil. Isso nos coloca numa situação privilegiada. Temos quantidade, qualidade e uma tarifa bem acessível”, afirmou.

Investimentos

O Semae tem feito investimentos para garantir água de qualidade e esgoto tratado para a população de Rio Preto. No mês passado, foi entregue no Distrito Industrial Carlos de Arnaldo o novo poço no Aquífero Bauru, com vazão 22,5 mil litros por hora, com capacidade para atender duas mil pessoas. A construção de um reservatório de água com capacidade de armazenamento de 650 mil litros dá ao complexo estrutura para atender, futuramente, uma população de até 8 mil pessoas.A autarquia está construindo mais um módulo de tratamento de esgoto, ampliando a capacidade de atendimento da ETE Rio Preto em 150 mil pessoas. Quando a obra for finalizada, no ano que vem, a capacidade da estação subirá, possibilitando o atendimento de 600 mil pessoas.

No distrito de Talhado está sendo feita a substituição e ampliação da rede de esgoto. Os 1,8 mil metros de manilhas de barro estão sendo substituídos por canos de PVC, material que traz mais qualidade ao tratamento de esgoto. Está em construção um interceptor de esgoto, de 900 metros, na avenidaPhiladelpho Gouveia Neto. A obra vai substituir a rede existente, localizada na margem esquerda do rio Preto, no trecho que vai do viaduto Jordão Reis ao Lago 1 da Represa Municipal. Também está sendo construída uma rede de interceptor de esgoto na avenida Ernani Pires Domingues. São 1,6 mil metros de tubulação no lado esquerdo do córrego Piedade. A obra vai da ruaChicrala Abrahão à avenida Aparecida do Taboado. Também em fase de execução está a construção do interceptor de esgoto do fundo dos Condomínios Belvedere Terra Nova, passando por baixo da BR- 153, ao lado do bosque municipal, e terminando no residencial Santa Ana. São 420 metros de tubulação feitos por método não destrutivo, ou seja, por túnel debaixo da terra e sem a abertura de valetas. No total, são 3,2 metros de tubulação.

Por Getúlio Salvador em 19/04/2018 às 23:59
JK Essencial Residence