GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Comerciante de 50 anos é encontrado morto em Rio Preto

O corpo da vítima foi encontrado na manhã desta sexta-feira, dia 9, por agentes da Guarda Civil Municipal. A suspeita é que possa ser um crime de latrocínio, roubo seguido de morte, pois, além dos ferimentos, o homem estava amarrado

Um homem de 50 anos foi encontrado morto com sinais de violência na manhã desta sexta-feira, dia 9, no Parque Industrial, em Rio Preto. A suspeita é que possa ser um crime de latrocínio, roubo seguido de morte, pois, além dos ferimentos, a vítima estava amarrada. O imóvel também estava com móveis caídos, possíveis sinais de luta corporal. O caso será encaminhado para Delegacia de Investigações Gerais.

De acordo com o Coordenador da Guarda Civil Municipal Vitor Cornachione, o corpo do comerciante Márcio Antonio Galhardo, de 50 anos, foi encontrado por volta das 10h após vizinhos estranharem o portão do imóvel aberto e a ausência do proprietário.

“A viatura foi parada por populares e estes narraram a situação que chamou atenção. Logo que entraram no imóvel os agentes já avistaram o corpo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o homem já estava morto” afirmou.

O corpo do comerciante estava com as mãos amarradas para trás com um fio de eletrodoméstico. Os pés também estavam atados com uma cinta. Sobre o rosto da vítima, que estava bastante machucado, estava um lençol.

O delegado plantonista da Central de Flagrantes, Marcelo Goulart da Silva, esteve no local do crime e contou que uma motocicleta e um notebook foram levados.

“Como o local é residência e também estabelecimento comercial administrado pela vítima, familiares ainda não fizeram um levantando para saber o que foi levado. De primeiro momento, deram falta de uma motocicleta e um notebook, por isso já registramos o caso como latrocínio e o caso já está sob os cuidados da DIG” conta.

O delegado também relatou a suspeita do roubo de uma quantia de dinheiro da venda de um automóvel. “Familiares disseram que a vítima vendeu um carro nesta quinta-feira. Agora estamos investigando esta informação também, vamos tentar descobrir se o dinheiro já foi depositado ou se estava na casa” disse.

O corpo do comerciante foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e passará por exames necroscópicos para determinar as causas da morte. “Ele estava com o rosto bastante machucado, mas não podemos precisar quais as causas da morte. A vítima não tinha perfurações pelo corpo. Por isso vamos aguardar os laudos” concluiu delegado. Este é o terceiro latrocínio registrado neste ano em Rio Preto.

Por Alex Pelicer em 09/03/2018 às 13:40
JK Essencial Residence