ENQUETE GAZETA Enquete - Gazeta de Rio Preto
GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Rio Preto sobe 18 posições no ranking ambiental de São Paulo

Cidade apresenta avanço no Programa Verde Azul Secretaria de Meio Ambiente do Estado; dos 588 municípios envolvidos, apenas 48 conseguiram certificação

Rio Preto subiu 18 posições no ranking ambiental deste ano no Programa Município Verde Azul, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e é a 14ª melhor cidade do estado em gestão ambiental. O resultado foi divulgado nesta semana, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, durante evento que teve a participação do prefeito Edinho Araújo (PMDB) e da secretária do Meio Ambiente e Urbanismo, Kátia Penteado.

De todos os municípios paulistas que buscavam a certificação, apenas 48 conseguiram ser ranqueadas. Rio Preto fechou a terceira fase da certificação somando 87,59 pontos (a nota mínima na terceira e última etapa era 80). Nas etapas anteriores, foram obtidos 47,84 pontos na primeira, quando o mínimo exigido era 25, e 75,51 na segunda, quando eram necessários pelo menos 50. Das 645 cidades do Estado, 588 participaram do processo.

A secretária Kátia Penteado destacou o empenho de diversos setores da Prefeitura para que a cidade conseguisse a certificação e falou do trabalho que ainda precisa ser feito. “Estamos fazendo a lição de casa e nos empenhamos para melhorar ainda mais nossa posição. Subimos 18 posições em um único ano e esse resultado é muito positivo, mas ainda temos muito a avançar. Além da secretaria de Meio Ambiente tivemos o apoio de todas as outras pastas. Toda a Prefeitura está engajada, pois sabemos da importância do meio ambiente para a nossa qualidade de vida”, reiterou a secretária.

A obtenção do selo de Município Verde Azul garante às cidades ranqueadas a preferência para captação de verbas para projetos relacionados ao setor de meio ambiente. O município de Novo Horizonte, com 97,45 pontos, foi o primeiro colocado no ranking.

Sobre o ranking

O Ranking Ambiental é resultado da avaliação técnica das informações fornecidas pelos municípios, com critérios pré-estabelecidos de medição da eficácia das ações executadas. O Indicador de Avaliação Ambiental – IAA é publicado para que o poder público e a população possam utilizá-lo como referência na formulação e aprimoramento de políticas públicas e outras ações sustentáveis. O primeiro Ranking Ambiental do PMVA foi anunciado em 2008, com a certificação de 44 municípios, o último foi em 2016 ecertificou 78.

“Os 10 anos de existência do programa atestam seu êxito, que é referência até para a Comunidade Europeia. Estamos com prazo de validade vencido. Se não fizermos algo para melhorar, nosso planeta corre risco”, afirmou Maurício Brusadin, Secretário de Meio Ambiente do Estado.

O Programa

Lançado em 2007 pelo Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município Verde Azul tem como objetivo medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização da agenda ambiental nos municípios. O principal objetivo do programa é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado.As ações propostas pelo PMVA compõem as dez diretivas da agenda ambiental local, abrangendo os seguintes temas: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Cidade Sustentável, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental. A equipe técnica do PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade e, ao final de cada ciclo anual, publica o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.

Por Da Redação em 14/12/2017 às 23:59