Cidades

Previous Next

Rio Preto é 4ª cidade do Estado em geração de empregos

Índices do Ministério do Trabalho e Emprego indicam que entre janeiro e outubro deste ano foram abertos 3,3 mil postos de trabalho na cidade

Rio Preto foi o quarto município que mais gerou empregos no Estado de São Paulo e o 11º do Brasil entre os meses de janeiro e outubro deste ano. De acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, foram gerados neste período 3.372 postos de trabalho na cidade. Em nível estadual, os números deixam Rio Preto atrás apenas de São Paulo, com 14.884 novas vagas, Franca, com 6.257 e de Bebedouro, que criou 5.005 postos.

O empresário Alessandro Rodrigo Hegueduchi, de 42 anos, abriu na cidade, no final de novembro, o restaurante e choperia Bring The Bacon, e é responsável pela geração de 20 empregos diretos. Ele conta que o projeto foi desenvolvido durante dois anos e que a tendência é o crescimento e o consequente aumento da demanda de mão de obra. “Inicialmente eram 16 funcionários e em poucos dias já subimos para 20. Esse número tende a crescer e, inclusive diante da possibilidade de abrirmos uma nova unidade na região”.

A Prefeitura de Rio Preto considera que a boa colocação da cidade está relacionada ao da Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE), por meio de políticas de facilitação das relações entre empresas contratantes e candidatos disponíveis no mercado de trabalho. “Intensificamos nosso relacionamento junto às empresas, incentivando que elas cadastrem gratuitamente suas vagas disponíveis em nosso Balcão de Empregos e oferendo apoio logístico na realização do processo seletivo”, afirma o secretário da pasta, EdemilsonFavaron.

Um dos exemplos dados pela Prefeitura foi o Feirão de Empregos realizado pelo grupo sucroalcooleiro Guarani/Tereos, que resultou na contratação de 1,5 mil trabalhadores de toda a região no primeiro semestre do ano. A viabilização da feira foi garantida pela administração municipal e seus parceiros. O município destaca também a chegada do Grupo Tenda Atacadão, do setor supermercadista, gerou 200 empregos diretos, com a contratação de mais 80% pessoal a partir do Balcão de Empregos. Ainda neste ano, a rede Muffato de Supermercados anunciou mais um empreendimento na cidade, que deve gerar até 500 postos de trabalho.

Mais um posto de atendimento

A Prefeitura fala também do apoio ao trabalhador, que ganhou mais um posto de atendimento para cadastramento de currículo no Balcão de Empregos. Além dos serviços na sede da SMTE e do sistema on-line no site da Prefeitura, a população conta, desde agosto, com o Balcão na Praça Laranja do Poupatempo, onde há expediente também aos sábados até 13h.

“Sabemos que qualificação profissional é fundamental para quem procura oportunidade de trabalho. Por isso, promovemos sete cursos profissionalizantes em parceria com a ETEC, além de capacitações como o programa Time do Emprego, que orienta o candidato quanto às boas práticas num processo seletivo”, completa Favaron.

Entre os números apresentados no Caged, o setor de serviços foi o que mais gerou empregos em Rio Preto, com 3.212 postos, seguido pela indústria de transformação, com 500, pela administração pública, com 107 e a extração mineral, com duas. A construção civil, por sua vez, foi a que mais demitiu, com o fechamento de 404 vagas, e a agropecuária, com 72 postos fechados.

Brasil

Em outubro, último mês citado no levantamento do Caged, o Brasil apresentou um aumento de 76.599 postos de trabalho, o que representa uma variação positiva de 0,20% em relação ao mês anterior. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o resultado do saldo é o melhor do ano.

Por Getúlio Salvador em 06/12/2017 às 23:59
JK Essencial Residence