ENQUETE GAZETA Enquete - Gazeta de Rio Preto
GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Artigos

O dia mais esperado do ano

Artigo escrito por Alessandra Santana

O dia mais esperado desse ano certamente não é o da Black Friday. Não é do próximo feriado, não é o “ano novo”. Em tempos de crise, o dia mais esperado pelo brasileiro é o dia que entra na conta bancária a primeira parcela do décimo terceiro salário.

Se você fizer uma simples pesquisa em sua rede de contatos, perguntando a destinação do recurso recebido, provavelmente receberá a resposta que será para pagar dívidas. Algo já esperado, uma vez que as taxas de juros bancárias nesse ano de 2017 foram surreais, assustadora até para agiotas. Fechamos o ano com juros no patamar de 14% a 17% para quem usou cheque especial ou pagou o valor mínimo do cartão do crédito. Sim, existiram créditos mais baratos, mas com tantas incertezas, poucos foram os limites oferecidos.

Como a primeira parcela do décimo terceiro está para ser recebida pelos trabalhadores no dia 30 de novembro para quem receberá o benefício em duas parcelas e dia 5 de dezembro para quem receber em parcela única, serão elencadas abaixo sugestões de onde aplicar o tão esperado recurso, usando a ordem de prioridades.

Quem está com o “nome sujo” na praça deve aproveitar o momento para limpá-lo com o poderoso “alvejante multiuso” décimo terceiro. Ligue para seus credores e negocie incansavelmente o desconto de quitação. Não aceite de forma alguma a primeira proposta, pois a negociação abre margens para descontos atrativos para pagamentos únicos a vista.

Quem tem dívidas que comprometem parte da sua renda, use o décimo terceiro para quitar essas dívidas. Nesse caso, esqueça os presentes de Natal e insista que a família faça a famosa interação do “amigo secreto”. Sempre terá um que irá reclamar que não gostou do presente da brincadeira, mas é o jogo da vida. Assim, todos se presenteiam e ninguém se aperta.

Quem não tem dívidas, mas não tem sobras a dica é: guarde mais da metade do recurso. Não se sabe ainda como se comportará a economia do próximo ano, uma vez que é ano eleitoral. Já se percebeu que o preço dos combustíveis está fiel em bater o preço do litro do chopp, e o gás de cozinha não quer ficar atrás. Sendo assim, previna-se das bombas que surgem na bomba de combustível.

Sei que estão cansados de ouvir isso, mas além de alguns itens necessários estarem com preço nas alturas, no começo do ano temos aqueles gastos que já contam com o décimo terceiro: IPVA, material escolar, matrícula da escola dos filhos e por aí vai. Sim, comece o ano sem estresse, pagando tudo o que precisa e que não tem escapatória. Lembre-se que no dia 30 de abril, também terá o imposto de renda para pagar ou restituir. Como você ainda não arrumou a “papelada”, melhor prevenir.

Agora se você não tem dívidas e tem recursos financeiros aplicados, antes de gastar o seu benefício, agradeça por estar com saúde, forte para tomar decisões tranquilas sobre o que fazer.  Se desejar investir um pouco mais e não tem pressa em sacar o dinheiro, os títulos do tesouro é a aplicação mais rentável. Mas se não sabe quando precisará do recurso, aplique em títulos de renda fixa que não tenha limites de prazo para saque.

Mas se você não quer aplicar e sim gastar, tenho inúmeras dicas e todas se resumirão em fazer a sua vida “valer a pena”: viajar; reformar sua casa e construir um ambiente só para você podendo ser uma sala de jogo, sala de cinema, espaço de leitura, cantinho do churrasco; trocar de carro por um mais econômico e confortável, etc.

Em suma, use o décimo terceiro para reduzir problemas e criar oportunidades de felicidade, pois quem trabalhou arduamente doze meses nesse ano tão turbulento, merece ter a sua recompensa de trabalhador. E lembre-se que essa chance de receber “em dobro” seu salário só acontece uma vez por ano.

Alessandra Santana - Coordenadora do curso de Ciências Contábeis. 

Por Da Redação em 30/11/2017 às 22:29